shadow

ILÍA SECRETO, DE NATURA

Perfumart - resenha do perfume Natura - Ilía SecretoIlía Secreto chegou ao mercado brasileiro em março de 2018 como uma variação (flanker) do perfume Ilía, que foi lançado por aqui em 2016 e em outros mercados da América Latina em 2015. Inclusive, há uma outra versão chamada Ilía Florescer, conforme eu conto na resenha do Ilía tradicional.

Ilía Secreto é classificado como um perfume floral adocicado e trouxe, pela primeira vez, um novo ingrediente na perfumaria Natura: o Ishpink. De acordo com a perfumista exclusiva da casa, Verônica Kato: “sua fragrância lembra o cheiro de canela e pão de mel, um toque especial que estimula os sentidos e traduz os segredos da força feminina”.

Fui um pouco além e pesquisei mais detalhes para vocês sobre o tal ingrediente. O Ishpink, também conhecido como Ishpingo, é um nome dado à flor Ocotea Quixos. Seu óleo essencial é obtido através da destilação por vapor dos galhos e folhas e seu aroma lembra uma pitada de canela, mas também apresenta nuances mornas, doces e picantes, por vezes herbáceas ou ligeiramente lenhosas.

Felizmente, a Natura decidiu divulgar a pirâmide olfativa no press release! Ilía Secreto traz notas de Ishpink, pera, mandarina e acorde frutado roxo (ameixas e uvas) na saída. Depois, no corpo da fragrância, foram combinadas notas de lírio do vale (muguet), jasmim, frésia e orquídea. Por fim, a base carrega notas de fava tonka, cedro, sândalo e café.

Ilía Secreto é, claramente, um perfume focado no uso noturno. Poderia ter sido chamado de Ilía Noite (ou noturno), seguindo o padrão internacional das grifes que usam, com frequência, termos como Nuit e Black em fragrâncias de conceito semelhante. Mas usar a palavra secreto não caiu mal. Afinal de contas, como se diz por aí, tudo que é secreto, proibido ou mais difícil de se conquistar é mais gostoso!

Quando recebi o meu Ilía Secreto, confesso que pensei: “aqui está a resposta da Natura para a concorrência”. Falarei disso mais adiante!

Na pele, Ilía Secreto não me cativou de imediato, ao contrário da versão original. Aliás, aproveitando o momento, não vejo qualquer ligação entre as fragrâncias. Mas também não me espanto mais com essa questão de flankers que deixam de lado o DNA da linha e trazem produtos distintos. Não é um erro da Natura. É algo que se tornou comum no mercado da perfumaria!

Na primeira vez que usei, fiquei enjoado. Ilía Secreto bateu na pele de forma medicinal, sintética e estranha. Não sei se foi a tal nota de Ishpink, mas costumo gostar de acordes de ameixa e mandarina e sei que fragrâncias com notas de pera costumam ser complicadas, de vez em quando. A verdade é que a primeira impressão foi péssima! Só comecei a ver um lado positivo depois de uma hora de uso, quando a orquídea se fez mais presente e as notas de base surgiram.

Em um outro teste, a situação mudou e a fragrância se mostrou mais prazerosa desde o início. Não sei o que houve, mas deve ter sido aquela sensação de quando pedimos um chopp e a primeira dose extraída nunca vem com a pressão certa, sabe? Só sei que Ilía Secreto me pareceu um outro perfume e a evolução também foi diferente. Inclusive, desta vez, depois de umas três horas de uso, consegui notar uma base mais salgada, ainda que sutil, graças às arábicas de café.

Ilía Secreto projeta muito bem e acompanha as tendências, mas não me surpreendeu em termos de durabilidade. Meu último teste antes de publicar esta resenha se deu à noite, quando me deitei para dormir (ambiente climatizado, metabolismo mais lento, menos transpiração, etc.). Acordei sete horas depois e não senti mais nada na pele. Levando em consideração o estilo e a concentração da fragrância (deo parfum), esperava maior fixação.

E aquele papo da concorrência? Estava me referindo às fragrâncias Kissme Rosa Marcante e Kissme Cabernet (Eudora). Ao ver a cor do frasco, imediatamente pensei neste último. Mas na pele, elas não possuem qualquer semelhança. Aliás, o caminho olfativo de Ilía Secreto vai mais em direção ao outro (Rosa Marcante) e, mesmo assim, são produtos diferentes.

Para finalizar, acho que Ilía Secreto reforça o novo momento de perfumaria da Natura, que vem definindo linhas com conceitos bastante diferenciados. Todavia, não conseguiu me encantar, ao contrário de kriska Drama, que é o melhor lançamento feminino da empresa nos últimos tempos, na minha opinião.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É colecionador de perfumes, crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, portal especializado em perfumaria.

8 comments on “ILÍA SECRETO, DE NATURA

  1. Bárbara Soares

    Achei esse novo Ilia parecido com um importado, mas não me lembro exatamente qual poderia ser.
    Você tem algum chute?? haha
    Bjs!!

    • Não sei, porque ele pode até lembrar de alguns outros do mercado, mas tem aquela assinatura olfativa da Natura, que confere uma evolução própria, de certa forma.

    • Ana

      Parece o POÊME da lancome ; )

  2. Olivia

    Cassiano, acabei de ler tua resenha e te falo…concordo com o q vc disse e olha q eu apenas experimentei na loja…uma borrifadinha no braço…e de fato a fragrância é até gostosa, por incrível q pareça sobressaiu o jasmin na minha pele, até digo q me lembrou o jasmin do Alien. Fixou 4 horas na minha pele, daí a minha decepção…e como vc citou o Kriska Drama, vou ter q comentar… q perfume é esse??? Maravilhoso…e assino embaixo qdo disse ser o melhor lançamento da Natura.

  3. Perfeito. Apenas devido a questão pessoal agora tenho que experimentar, porque o Kriska Drama não me cativou e in contrario sensu pode ser que essa me agrade.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »