shadow

SOLO LOEWE, DE LOEWE 

Perfumart - resenha do perfume Solo LoeweSolo Loewe foi uma grande surpresa para mim. Quando ganhei uma amostra deste perfume, em 2008 (embora tenha sido lançado em 2004), testei na pele e confesso que não gostei, porque ele tem um cheiro muito forte na saída, algo meio passado e adocicado, ficando bastante enjoativo.

Mas, como eu deveria saber, não se julga uma fragrância pela sua saída; é preciso dar tempo para que ela evolua na pele e realmente “mostre a cara”. Pois bem, cerca de 30 minutos depois, me lembro de ter sentido um olor muito gostoso exalando e quando cheirei o meu braço pensei: “Uau, esse perfume é sensacional!”. Recordo, como se fosse hoje, que não conseguia parar de pensar neste perfume até o dia em que, finalmente, consegui comprar o meu primeiro frasco.

Seu conceito é harmonizar extremos. Foi inspirado na cidade de Toledo, por volta dos Séculos XII e XIII, onde civilizações contrastantes viviam, lado a lado, em perfeita harmonia.

A nota de goiaba é, na minha opinião, a grande estrela desta composição: é diferente e traz um espírito latino. A madeira de caxemira é deliciosa! Então, nós temos noz-moscada, canela, anis, menta e tangerina nas notas de coração. Bem, só com essas notas eu seria capaz de criar um outro grande perfume! Para completar a tarefa, encontramos musgo de carvalho e uma baunilha maravilhosa na base, em conjunto com almíscar, âmbar e madeiras.

O que mais eu posso dizer? Solo Loewe é potente, versátil, moderno, luxuoso, etc. O frasco é interessante e seus acabamentos de metal transmitem elegância. A evolução na pele é perfeita e dura por mais de dez horas!


 

The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!