shadow

PUREDISTANCE Nº12 FOR MEN AND WOMEN, DE PUREDISTANCE

Perfumart - resenha do perfume Puredistance - Puredistance 12

Puredistance Nº12, o novo perfume da Puredistance Master Perfumes, acaba de ser lançado, mundialmente, em 12 de setembro de 2021. Na verdade, eu estava ciente desse projeto desde 2019, quando o fundador da empresa me contou sobre a sua ideia de montar um display para a Magnificent XII Collection, após uma visita à Minsk (capital da Bielorrússia).

A Magnificent XII Collection será a principal coleção de perfumes da Puredistance e manterá sempre uma seleção de 12 perfumes. A cada um ou dois anos, um novo perfume irá substituir outro, que fará parte da Private Collection (Coleção Privada), disponível apenas sob encomendas. Esses perfumes não serão mais promovidos ativamente, uma solução totalmente alinhada com o conceito de luxo, no qual “menos é mais”.

A fragrância de Puredistance Nº12 foi criada pela perfumista Nathalie Feisthauer e o projeto teve início em julho de 2018. Inicialmente, o nome da amostra apresentada por Nathalie se chamava Gold Taffeta (Tafetá Dourado) e a intenção era lançá-la em 2020. Mas, como todos sabemos, a pandemia atrasou os planos de qualquer indivíduo.

Seguindo o padrão de qualidade da Casa, sempre em concentração de Pure Parfum Extrait, dessa vez temos 25% de extrato combinando notas de bergamota, mandarina, cardamomo, coentro, ylang-ylang e absoluto de narcisos, na saída. Em seguida, no centro da composição, absolutos de jasmim e de osmanthus se fundem com rosa, gerânio, muguet, flor de laranjeira, manteiga de íris, hediona HC (com cheiro reminescente das magnólias) e heliotrópio. Por fim, notas de vetiver, patchouli, sândalo, musgo de carvalho, fava tonka, ambrette, ambroxan, baunilha e almíscares formam a base deste chipre-floral luxuoso.

Na pele, a fragrância de Puredistance Nº12 abre com muito teor floral. Uma riqueza de ylang-ylang, cheia de facetas adocicadas e, ao mesmo tempo, exóticas, que se funde com um absoluto narcótico de narcisos e a suculência da mandarina. De imediato, traz um lado afrodisíaco.

Em poucos minutos, um cheiro mais frutado insiste em aparecer, revelando nuances que lembram cascas de bananas. Porém, essas nuances ficam abafadas por um aspecto atalcado, que resulta da união entre a manteiga da raiz da íris com as notas de rosa e jasmim. Nesse momento, Puredistance Nº12 parece ter sido feito apenas para conquistar o público feminino.

A evolução continua a contar uma história de sedução e o floral branco começa a apresentar sua beleza azul. A densidade das madeiras cremosas, o calor achocolatado do patchouli, o tradicional aspecto fougère do musgo, tudo isso se apresenta com leve dulçor. Agora, a fava tonka e a baunilha dançam sobre a pele, em contraste com os citrinos de outrora. Ambroxan e Ambrette ampliam a profundidade e uma sensação levemente salgada emerge, revelando o gosto do suor de dois corpos em êxtase.

À essa altura, Puredistance Nº12 atinge seu ápice e já se prova mais unissex. Mas é preciso sensibilidade para entender sua evolução, sua complexidade e sua beleza chipre e clássica, características que combinam bastante com o conceito da marca e que reforçam seu posicionamento de luxo e sofisticação atemporais, independente das tendências comerciais do momento.

Puredistance Nº12 é a safira que faltava na coleção de joias da Magnificent XII Collection. Um perfume especial, para momentos especiais.


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: