shadow

GOLD FOR MEN AND WOMEN, DE PUREDISTANCE

Perfumart - resenha do perfume Puredistance - Gold

Gold, o último perfume lançado pela Puredistance Master Perfumes em novembro de 2019, traz o resultado daquilo que chamamos de obstinação. O criador (e diretor-criativo) da empresa, Jan Ewoud Vos, vinha trabalhando neste perfume e na composição de sua fragrância desde março de 2017, mas após alguns testes, o resultado não encaixava com aquilo que ele tinha em mente. O processo foi deixado de lado a fim de não aumentar o sentimento de frustração.

O tempo passou e, em outubro de 2018, Jan foi ao encontro do perfumista Antonie Lie para conversar sobre outro projeto: Aenotus. Vale lembrar que Antoine Lie já havia criado outras três fragrâncias para a Puredistance: Black, White e Warszawa. Então, veio o convite e o início do renascimento do projeto Gold.

Em 30 de abril, eles se encontraram novamente e o perfumista trouxe três amostras, mas bastou sentir a primeira delas para que a decisão fosse tomada. Nascia ali a composição desta fragrância incrível, que foi finalizada em junho.

Gold segue o padrão da Puredistance, que só produz fragrâncias em concentração Pure Parfum Extrait, contando com os melhores e mais nobres ingredientes. Desta vez, estamos falando de 36% Perfume Oil e essências de mandarina verde da Itália e de bergamota da Calábria, além de pimenta rosa da Ilha da Reunião, alecrim do Marrocos e cravos de Madagascar. Isso só na saída!

No corpo da fragrância, absoluto de jasmim Indiano, absoluto de ládano da Espanha, essência de gerânios do Marrocos e absoluto das cascas da canela de Madagascar. Para finalizar, o perfumista fez uso do estoraque de Honduras, do resinóide do benjoim do Laos, do patchouli da Indonésia, das favas verdes da baunilha de Madagascar, da mirra e do absoluto da fava tonka da Venezuela, além do absoluto de castóreo e do vetiver do Haiti. Vocês conseguem imaginar a grandiosidade desta fragrância?

Na pele, a fragrância de Gold é repleta de surpresas e fases distintas, que fazem dela a mais mutável de todas as criações da casa. E nessas mutações, temos um lado chipre e vintage, como nas fragrâncias femininas dos anos 70 e 80 (ou até mais antigas), com muita presença dos citrinos e do jasmim. Então, quando o olfato se acostuma, surge uma nova face de Gold, com mais especiarias e um belíssimo cravo, aqui domado e em harmonia com a canela. Um verdadeiro banho de especiarias quentes e o surgimento do espírito masculino da fragrância! Podia parar por aqui e todos ficariam extasiados. Mas Antonie Lie foi além e escondeu uma outra face de Gold, que revela nuances ambaradas e resinosas, com teor acourado e adocicado.

Não tem como sentir a fragrância de Gold e não se deixar levar pela sinestesia e pela mistura de tons que vão desde o amarelo ao marrom, nos remetendo aos perfumes clássicos, que se tornavam alaranjados com o passar dos anos e nos faziam pensar em luxo e poder, em uma era na qual perfumes caros e de procedência francesa reforçavam esse conceito.

Puredistance Gold não é o tipo de joia feita pelas joalherias para ficar exposta em vitrines ou nas redes sociais dos maiores influenciadores. É o tipo de ouro trabalhado, sob medida, para gerar uma peça única, que vive na mesma família por séculos (assim como a sua durabilidade sobre a pele) e que possui valor imensurável. Não se trata de etiquetas; se trata de exclusividade.


 

The following two tabs change content below.
Publicitário, amante da comunicação, blogueiro, apaixonado por fragrâncias e cosméticos em geral. É jurado e crítico de fragrâncias nacionais e internacionais, consultor particular de estilo em perfumaria e dono de um grupo no Facebook voltado apenas para os homens. Criador e proprietário do Perfumart, blog especializado em perfumaria.

Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Translate »
%d blogueiros gostam disto: