shadow

RIVIÈRE BLEUE, DE O.U.i

Perfumart - resenha do perfume O.U.i - Rivière Bleue

Rivière Bleue faz parte das fragrâncias de O.U.i que visam alcançar o público masculino e foi lançada como uma Edição Especial inspirada no Rio Sena (La Seine), com seus quase 800km de extensão. O perfumista responsável pela sua fragrância foi Fabrice Pellegrin, que já criou para marcas como Agonist, Azzaro, Boucheron, By Kilian, Jean Paul Gaultier, Diptyque etc. e também está por trás das fragrâncias de L’Amour-Esse 142, Madeleine 862 e Hôtel de Ville 193 para a marca O.U.i.

O conceito criativo aborda a ideia de um espelho d’água, formado nesse “Rio Azul”, que reflete a alma da cidade de Paris. Os ingredientes principais da fragrância são o cardamomo, na saída; as folhas de violetas, no coração; o cedro e o sândalo, ao fundo. E ainda tem um acorde de notas especiadas, que a gente identifica na caixa como Geraniol, Isoeugenol e Coumarin (compostos de facetas condimentadas, aromáticas, picantes e até florais, muito utilizados em fragrâncias fougères e orientais, por exemplo).

Rivière Bleue é surpreendentemente simples e comum, ao mesmo tempo em que é extraordinariamente cativante e agradável. A união do cardamomo com as folhas de violetas não costuma dar errado, pois essa fórmula de sucesso já foi utilizada antes e os resultados deram certo. E aqui temos um cardamomo (cujas nuances resinosas e canforadas foram exploradas sem pena) combinado com folhas de violetas de aspecto mais adocicado e levemente polvoroso, que trouxeram um resultado mais parecido com aquele que ocorre quando se usa o absoluto.

Na minha pele, a fragrância também traz um efeito que faz lembrar camurça e que dura por toda a evolução. E isso tudo caminha para uma secagem cremosa e levemente amendoada, que funciona muito bem nesses dias de outono, que tendem a esfriar pela manhã e à noite, mas ficam abafados no meio do dia. Além disso, transmite profissionalismo, sofisticação e explora um lado mais romântico, diria até sensível.

Assim como aconteceu com Paradis Rouge, Rivière Bleue também é uma Edição Especial e traz uma ilustração na lateral da caixa. Seu frasco ganhou pintura em azul meia-noite, que se revela facilmente quando visto contra a luz. O design de Thierry de Baschmakoff foi mantido, respeitando a identidade visual.

E acho que vale a pena ratificar que a sua cor não simboliza o estilo da fragrância, mas o conceito criativo. Não se trata de uma composição aquosa ou frutal, que fique bem claro! Rivière Bleue é um perfume amadeirado-especiado com muitas nuances herbais e uma elegância atemporal.

Se você gosta de fragrâncias que pertencem ao espectro onde se encontram Narciso Rodriguez For Him, Mercedes-Benz for Men ou Lalique Hommage a L’Homme, por exemplo, então as chances são grandes de se encantar por esta criação. Bem, eu me encantei!


The following two tabs change content below.
𝘽𝙤𝙧𝙧𝙞𝙛𝙖𝙣𝙙𝙤 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙞𝙢𝙚𝙣𝙩𝙤 𝙝𝙖́ 𝙖𝙣𝙤𝙨. Crítico de fragrâncias, jurado de premiações nacionais nas categorias de perfumaria fina e cosméticos masculinos, além de consultor particular de estilo em fragrâncias e criador do Perfumart, blog especializado no assunto.

1 comments on “RIVIÈRE BLEUE, DE O.U.i

  1. Fabiano Souza

    Minha Preferida!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *